Quando estava no 9º ano do ensino fundamental, Lucas Nunes conquistou uma medalha na olimpíada de matemática organizada pelo colégio em que estudava. A dedicação aos estudos se manteve e, no 3º ano do ensino médio, conseguiu um feito muito maior: acertar todas as questões da primeira fase da vestibular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

“Eu tomei um susto. Conferi o gabarito várias vezes antes de acreditar que tinha gabaritado”, conta o estudante. Ao acertar as 60 questões do exame de qualificação da Uerj, Lucas se aproximou um pouco mais da sonhada vaga no curso de Engenharia de Produção. No dia da prova, ele já suspeitava que algo “estava estranho”. “Quando terminei as questões, achei que tinha sido muito rápido, só tinha passado uns 10 ou 15 minutos depois da hora permitida para deixar a sala. Passei mais uns 50 minutos conferindo as respostas antes de passar para o cartão de respostas”, revela o estudante. A comemoração oficial veio com a liberação das notas no site da universidade, que confirmou o bom desempenho. “Eu já estava feliz, mas ainda estava achando que poderia ter feito algo errado, como ter passado uma questão errada para o gabarito enem 2018”, diz.

Os pais de Lucas comemoraram bastante a conquista do filho. Lucas garante que foi o incentivo deles, principalmente o de sua mãe, Roziany Nunes, que possibilitou esse resultado. “Eu sempre gostei de estudar, mas minha mãe me ajudou a criar uma rotina de estudos mais organizada quando era pequeno, pelo menos até eu ter maturidade suficiente para entender essa responsabilidade sozinho”, explica.

Enfim, para entender como pode fazer inscrições enem 2018, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *